Atualidade

Notícias

Como implementar um sistema de gestão ambiental numa empresa?

Publicado em 27/11/2018

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on LinkedInEmail this to someone
art-ball-ball-shaped-235615

Da ENVIRA Ingenieros Asesores explicamos como implementar um sistema de gestão ambiental em uma organização.

Com caráter prévio à certificação, as organizações devem desenvolver um Sistema de Gestão Ambiental a implementar em diversas fases. Posteriormente serão incluídas novas ações que garantem a melhoria continua e a correta implementação do sistema.

Pode-se definir que existem 6 fases fundamentais na implementação de um sistema de gestão ambiental.

Decisão

A empresa deve analisar os potenciais benefícios resultantes da implementação dos diversos sistemas de gestão ambiental e decidir qual o mais vantajoso. Inclusive definir se implementa os sitema com o único intuito de obter um melhor desempenho ambiental ou se pretende finalizar com a obtenção de um certificado de gestão. Resumidamente, a empresa deve decidir se escolhe implementar a norma ISO 14001: 2015 ou EMAS.

Existem diversos motivos que podem fazer uma empresa optar pela implementação de um sistema de gestão ambiental, podendo ser uma resposta as exigências dos seus clientes, às necessidades do mercado ou à responsabilidade social da organização.

A implementação de um sistema de gestão ambiental posiciona as organizações como socialmente responsáveis, e permite a diferenciação com a concorrência, reforçando positivamente a sua imagem perante os clientes e consumidores.

Revisão Ambiental Inicial (RAI)

Também designada como revisão inicial ou preliminar ou diagnóstico ambiental, não é uma auditoria, mas uma análise prévia do estado ambiental da empresa. O seu objectivo é obter informação do estado inicial da organização e os impactos ambientais dos seus processos, produtos ou serviços. É um estágio fundamental para o desenvolvimento futuro do sistema.

Nesta primeira fase, é realizada uma análise dos problemas, efeitos e resultados ambientais que ocorrem nas instalações, a fim de avaliar a situação ambiental em relação à legislação vigente. Os aspectos ambientais das atividades, produtos e serviços que são realizados na empresa são devidamente identificados.

Para realizar esta atividade, podem ser utilizadas várias ferramentas, nomeadamente:

  • Questionário de situação anterior;
  • Reconhecimento físico das instalações: processos principais e auxiliares;
  • Revisão dos procedimentos da organização;
  • Entrevistas com as equipas de trabalho;
  • Avaliação de controlos ambientais realizados em aspectos ambientais;
  • Identificar as práticas de gestão ambiental que são realizadas.

No caso da norma EMAS, a revisão ambiental inicial é um requisito obrigatório. Nos sistemas baseados na norma ISO 14001: 2015 não se trata de um requisito obrigatório explicitamente, mas deve ser efetuado para que se  disponha de uma boa base antes de iniciar o sistema.

Verificação da conformidade legal inicial

Durante a segunda fase, será realizada uma Avaliação do Cumprimento Legal em que serão detetadas e refletidas as condições a melhorar.

Para isso, os requisitos legais aplicáveis serão previamente identificados, tendo como referência os diplomas de aplicação direta à organização. Além disso, devem ser avaliados requisitos específicos da organização, resultantes de autorizações administrativas ou normas de caráter voluntario que a organização subscreva.

Nesta fase, tendo em conta a extensão da legislação existentes recomendamos contratar um serviço consultoria, como o EcoGestor Legislação, que forneça as ferramentas necessárias para a sua correta realização.

Preparação da documentação do sistema

Nesta fase, deve-se verificar quais os requisitos documentais exigidos pela ISO 14001: 2015 ou pelo EMAS para prosseguir com o seu desenvolvimento.

A documentação considerada necessária para cumprir os requisitos estabelecidos na Norma deve ser preparada, por exemplo: elaboração do Manual, Procedimentos, Instruções, etc…

Revisão da documentação existente – projeto – relatório preliminar – documento final

Implementação

Uma vez que as bases do sistema foram estabelecidas e validadas pela administração, o estágio de implementação do referido sistema será iniciado. É variável, mas pode incluir:

  • A frequência de cursos de formação pelas equipas envolvidas;
  • Colaboração na aplicação dos procedimentos desenvolvidos;
  • Resolução de dúvidas que surjam na aplicação dos procedimentos desenvolvidos;
  • Revisão dos registos de implementação gerados como consequência da aplicação dos procedimentos desenvolvidos;
  • Procedimentos administrativos (a realização dos projetos associados não está incluída);
  • Reuniões com diferentes funcionários ou comissões para explicar performances;
  • Elaboração de registos;
  • Acompanhamento dos objetivos;
  • Verificação do cumprimento das normas legais.

Auditoria interna

Trata-se de verificar a adequação e eficácia do Sistema de Gestão Ambiental.

É implementado após um período de operação, a Auditoria Interna do Sistema, que deverá ser realizada tendo como referência a norma UNE-EN ISO 19.011, e como critério de auditoria, a norma UNE-EN ISO 14001, bem como a Auditoria Interna do Sistema de Gestão Ambiental já implementado.

Todos os documentos do Sistema e todas as atividades desenvolvidas para:

  • Verificar a eficácia da implementação do sistema;
  • Verificar se o Sistema é ideal para cumprir a Política e os objetivos planeados;
  • Verificar a conformidade do sistema em relação aos requisitos do Padrão de Certificação.

Certificação

É a forma de garantir a terceiros que um sistema de gestão está implementado corretamente e procurar melhorias através do processo de certificação externa.